Registar! Entrar

Proteína de cânhamo verde ou proteína de cânhamo branca, qual escolher?

Image
Proteína de cânhamo verde ou proteína de cânhamo branca, qual escolher?

Muito se tem falado sobre o cânhamo nos últimos anos e esta planta divina tem vindo a receber vários "ataques", já que é frequentemente confundida com o narcótico chamado cannabis. Mas o cânhamo para uso alimentar não tem nada a ver com o que é considerado uma droga. Já tinha conhecimento deste facto? Mas o que talvez não saiba é a diferença entre proteína de cânhamo branca e verde!

A proteína de cânhamo não é uma droga

Vamos começar por esclarecer: a Sativa Cannabis é a planta usada na indústria alimentícia e têxtil para produzir sementes, óleo, farinha, fibra e proteína de cânhamo, mas também roupas, sapatos e muito mais. O Cannabis indica este sim contém THC, um ingrediente ativo que tem efeitos narcóticos. Na Iswari usamos o cânhamo sem THC - a Sativa Cannabis.

Na Iswari respeitamos a natureza e amamos os seus frutos, e só podemos dizer que a Cannabis Sativa tem propriedades excepcionais, é usada há milhares de anos e para nós é algo intocável. Pôr em causa esta planta, ou pior ainda, querer proibir o seu cultivo, seria como proibir a plantação de papoulas, só porque de um tipo específico de papoula e após um longo processo, se fabrica heroína.

O que são as proteínas de cânhamo?

A proteína de cânhamo leva-nos a falar sobre as suas sementes. A proteína de cânhamo é obtida das sementes da planta, após uma prensagem a frio, graças à qual o óleo se separa da proteína. Depois de prensar as sementes, o resíduo sólido é moído e as fibras são separadas da farinha. Portanto, todo o processo é realizado sem o uso de solventes ou contaminação de qualquer tipo.

É uma proteína vegetal completa, rica em aminoácidos e, por esse motivo, recomendadas para aqueles que têm um tipo de dieta pobre em carne animal, vegetariana ou vegan. Mas também é perfeita para atletas. Vamos ver o porquê.

As propriedades da proteína de cânhamo.

A proteína de cânhamo contém todos os aminoácidos essenciais. Estes são os "tijolos" que se combinam para formar a proteína. A proteína, por sua vez, é o material de que todo o nosso corpo é feito: o nosso esqueleto, músculos, todos os órgãos, incluindo a pele e até parte do sangue.

As propriedades da proteína de cânhamo são:

  • Nutrição muscular saudável: o cânhamo é um alimento que fornece muito menos calorias que um cereal como o trigo. As calorias da proteína de cânhamo contem até 60% de proteína, em comparação com apenas 10% do trigo, que é composto por quase 90% de carboidratos.
  • Regularidade intestinal: graças ao componente de fibra, que está mais ou menos presente dependendo da variedade e do processamento, a proteína de cânhamo pode ajudar na função intestinal normal.
  • Energia: a proteína de cânhamo estimula o aumento da energia física graças ao complexo vitamínico B1 e B2 e ao ferro em particular. São excelentes para combater a fadiga mental e muscular.
  • Saciedade: esta proteína enche-nos e sacia de maneira saudável, estimulando a sensação de saciedade e ajudando a controlar o peso corporal.
  • Saúde do coração: ajuda a controlar fatores de risco cardiovasculares, como colesterol e açúcar no sangue, graças à presença de gorduras essenciais poliinsaturadas perfeitamente equilibradas, como ómega 6 e ómega 3.
  • Ossos e articulações: o seu conteúdo importante de magnésio promove a saúde óssea e estimula a síntese de proteínas, que fortalecem os músculos e as articulações.
  • Músculos: a proteína de cânhamo é particularmente apreciada pelos atletas porque possuí todos os aminoácidos essenciais e não é tóxica. Estimula o crescimento  muscular e facilita a recuperação após o treino.


Qual é a diferença entre a proteína de cânhamo verde e branca?

Talvez nunca tivesse ouvido falar em proteína de cânhamo branca antes. A planta de origem do cânhamo é sempre a mesma, aquela que a humanidade e muitos animais consomem há milhares de anos. O que muda é a forma como é processada. Durante a prensagem das sementes, com a separação do óleo do resíduo, mais fibras são removidas e a proteína em pó obtida tem uma cor clara.

Visualmente, a proteína branca de cânhamo é um pó esbranquiçado, que é diferente da proteína verde de cânhamo, não apenas por causa da sua cor. As diferenças entre a proteína de cânhamo branca e verde são:

  • Proteínas: A proteína de cânhamo branca contêm 60% de proteína em comparação com 49% no caso das verdes.
  • Fibras: a proteína de cânhamo branca são recomendadas para os atletas porque contêm menos fibras. Mas se estiver a consumir a proteína de cânhamo para complementar uma dieta vegana, é melhor escolher a proteína de cânhamo verde.
  • Ómega 3, 6, 9: Embora ambas sejam ricas, a proteína verde de cânhamo contêm mais. 


A proteína de cânhamo verde é a melhor escolha para aqueles que seguem uma dieta livre ou pobre em proteínas animais. A proteína de cânhamo branca, por outro lado, é a melhor escolha para os desportistas. Faça a sua escolha!