Registar! Entrar

Iswari SuperFood

Iswari Portugal

Alterar

Proteínas, Músculos E Energia

Image
Proteínas, Músculos E Energia

Os músculos e o sistema muscular: o que são e como funcionam?


O sistema muscular é o conjunto de orgãos que possibilitam o movimento do corpo humano e a circulação de líquidos e nutrientes dentro do mesmo. Os músculos são os protagonistas do movimento do nosso corpo, graças à contração muscular. Este fenómeno depende da reação das fibras musculares ao impulso nervoso: quando o cérebro comunica a um determinado músculo a intenção de movimento, as fibras geram um fluxo entre elas, transmitindo energia para os tendões que conectam os ossos.

Os músculos do nosso corpo podem ser divididos em músculos voluntários – que permitem o nosso movimento no espaço que nos rodeia – e em músculos involuntários – que suportam as funções vitais como a digestão e a respiração. O sistema muscular e o aparelho esquelético combinados formam o aparelho locomotor, sendo que os músculos são parte ativa deste. 



Quais as funções dos músculos e como são formados?


Os músculos apresentam diferentes funções:

Permitem a manutenção da postura, a locomoção e o movimento

Permitem a atividade motora dos órgãos internos

Suportam a expressão facial e a mímica 

Protegem os orgãos internos

Produzem calor

Os músculos são compostos por fibras musculares denominadas miofibrilas, que por sua vez são constituídas por diferentes tipos de proteínas. A estrutura proteica desta fibras permite o movimento muscular.



Como manter os músculos saudáveis


Os músculos são basicamente compostos por proteínas. De forma a mantê-los saudáveis devemos alimentá-los devidamente, treiná-los e proporcionar-lhes descanso e recuperação. Os músculos são literalmente o nosso suporte, permitem-nos andar, comer, respirar. Um organismo saudável necessita de músculos saudáveis e devidamente treinados e alimentados, em simultâneo. 

É errado considerar que o exercício físico é suficiente para manter músculos saudáveis. A atividade física não é de todo a única condição na equação. Existem inúmeros casos em que o esforço muscular excessivo conduz à rutura das fibras muscular ou despoleta reações metabólicas prejudiciais e perigosas para a saúde. Antes de mais, os músculos necessitam da devida nutrição. 



Quais os benefícios que advêm da manutenção de uma massa muscular saudável?


Possuir músculos saudáveis resulta em diversas vantagens:

Proteção contra lesões no aparelho locomotor 

Aceleração do metabolismo

Prevenção de problemas ao nível da postura

Regulação da temperature corporal

Melhoria da digestão

Não temos, perante isto, de frequentar o ginásio diariamente para garantir músculos saudáveis, porém é importante praticar exercício físico regular e consistentemente e fornecer aos músculos todos os nutrientes que estes requerem.



Qual a alimentação para garantir músculos saudáveis?


A proteína é o nutriente dos músculos por excelência. É essencial para todo o organismo e para o crescimento muscular. Os músculos necessitam tanto de macronutrientes como as proteínas, como de micronutrientes – minerais, sais e vitaminas. Em particular:

As proteínas compõem a estrutura muscular e fornecem energia para a construção da massa muscular

Os hidratos de carbono fornecem energia imediata para os músculos

As fibras e gorduras saudáveis são parte essencial de uma alimentação saudável

As vitaminas B são importantes para o crescimento muscular

As vitaminas A, C e D são indicadas para a manutenção da massa muscular e para o combate da fadiga muscular

Minerais como o magnésio, potássio, ferro e zinco nutrem os músculos e promovem a sua devida recuperação



Como escolher as melhores proteínas para os músculos


O principal fator nutritivo para os músculos é representado pelas proteínas. Estas são os blocos construtivos para o nosso corpo: são em simultâneo os elementos centrais da nossa estrutura e essenciais para muitas funções no nosso organismo. As moléculas de proteína, compostas por unidades de aminoácidos, são indispensáveis na nossa alimentação. No entanto, nem todas as proteínas são iguais: as de origem animal implicam a absorção de gorduras saturadas e substâncias tóxicas, bem como problemas éticos. Por outro lado, as proteínas vegetais são de mais difícil digestão e absorção. 

Assim, devemos considerar diversos fatores na escolha das melhores proteínas para os músculos, entre os quais o conteúdo em aminoácidos das fontes em questão, o seu grau de toxicidade, de digestibilidade e a sua composição. A carne, conhecida como uma das maiores fontes de proteína, oferece um grande aporte de proteína mas por um preço elevado. E, na verdade, esta fonte transporta em simultâneo, para o nosso corpo, grande quantidade de gordura saturada. Mas não só: as proteínas animais em geral, como os ovos, os lacticínios, a carne e o peixe são frequentemente de má qualidade, contendo químicos perigosos para o nosso organismo, nomeadamente resíduos de antibióticos utilizados na criação dos animais, metais pesados como o mercúrio e hormonas. 



As melhores proteínas para os músculos


As proteínas animais têm a vantagem de serem completas e facilmente assimiláveis, quando comparadas com a maioria das proteínas vegetais. No entanto, o consumo de alimentos de origem animal implica inúmeros ricos para a nossa saúde e para o ambiente. As fontes de proteína vegetal, por oposição, são diversificadas e abundantes. Se, por um lado, é verdade que as mais comuns não oferecem um espetro completo de aminoácidos e implicam um consumo em grandes quantidades, também é importante considerar que existem proteínas vegetais completas, que apresentam a enorme vantagem de não serem tóxicas para o fígado, bem como a sua fácil digestão e absorção. 


Proteína de Cânhamo, Sementes de Cânhamo e Fibra de Cânhamo: todos estes produtos são derivados das sementes de cânhamo, um alimento completo com todos os aminoácidos e com alto teor em inúmeros minerais e vitaminas. Para além destas vantagens, apresenta ainda o rácio perfeito entre ómega-3 e ómega-6. 

Proteína de Arroz: Apesar de ser uma proteína completa (isto é, contém todos os aminoácidos essenciais), é particularmente insuficiente no aminoácido lisina, daí ser frequentemente combinada com a proteína de ervilha, que possui este aminoácido em elevadas quantidades. Possui um sabor neutro e é de fácil digestão. Oferece 149% de proteína, em relação à recomendação diária.

Proteína de Ervilha: Esta proteína completa, ao contrário da proteína de arroz, tem elevado teor em lisina e baixo teor em metionina, pelo que a sua combinação oferece um espetro completo, e assim benéfico, de aminoácidos. Esta proteína possui boas quantidades de BCAAs e é extremamente versátil, de sabor neutro e com 160% de proteína, de acordo com a recomendação diária.  

Super Vegan Protein: Uma mistura exclusiva Iswari que combina as melhores fontes de proteína vegetal. Arroz, ervilha e cânhamo de uma vez só. Um espetro completo de aminoácidos, combinado com vitaminas, minerais e ómega-3.

Super Green Protein: A combinação das melhores proteínas vegetais com os notáveis superalimentos detox (Spirulina, Chlorella e Matcha) para uma injeção adicional de energia!