Registar! Entrar

Superalimentos Que Ajudam a Amamentar

Image
Superalimentos Que Ajudam a Amamentar

A amamentação tem efeitos incríveis tanto para a mãe como para o bebé. Mas não podemos negar que os primeiros meses supõem um grande esforço. Se está a começar a amamentar (ou tem planos de fazê-lo), aproveite todos os momentos disponíveis para descansar. Mantenha-se bem hidratada e invista tempo e energia numa dieta saudável. Comer de forma equilibrada vai fazer que tenha mais força e motivação para superar os primeiros meses da maternidade. O seu corpo, ao produzir leite, precisa de cuidados especiais. Aposte por uma dieta variada, rica em proteínas, hidratos de carbono complexos, vitaminas, minerais e ácidos gordos essenciais.

 
Existem alguns superalimentos que não são recomendados durante a gravidez e amamentação (principalmente aqueles que contêm cafeína ou que são muito desintoxicantes), mas há outros que não devem faltar na sua despensa. Vão tornar este momento muito mais fácil e (ainda) mais agradável:


 
Sementes de Chia - As sementes Chia contêm proteínas, fibras e ácidos gordos. Ou seja, praticamente todos os suplementos que uma mãe que está a dar de mamar precisa! A fibra é essencial para regular o intestino (as alterações hormonais muitas vezes fazem que esteja mais preguiçoso); o Ómega 3 é essencial para o desenvolvimento adequado do feto e as suas funções cerebrais, mas também é importante para a mãe: contribui para o metabolismo celular e reforça o sistema imunitário.


 
Mix Ómega 3: Com só 13g deste Mix (1 colher) obtemos a dose diária recomendada de Ómega 3. A sua ingestão durante gravidez e amamentação é essencial para a formação e desenvolvimento das funções cerebrais do feto e do bebé nos primeiros meses e anos da sua vida. Contribui para desenvolver a capacidade visual, a memória, o poder de aprendizagem ou concentração da criança. Além disso, tem um papel especialmente importante a nível neuronal e no desenvolvimento do sistema nervoso.


 
A amamentação é um momento importante, mas que não deve ser angustiante, já que o bebé notará as suas preocupações. Descanse, acalme-se, cuide-se com uma alimentação saudável e, acima de tudo, ouça o seu corpo.
Nunca se esqueça: você é quem conhece melhor o que seu organismo e o seu bebé precisam em cada momento.