Registar! Entrar

Iswari SuperFood

Iswari Portugal

Alterar

Vantagens e Cuidados De Uma Dieta Vegetariana Para Crianças

Image
Vantagens e Cuidados De Uma Dieta Vegetariana Para Crianças

As crianças podem ser vegetarianas ou veganas? De certeza que já ouviu esta pergunta, mais de uma vez, e a resposta é simples: “Claro que sim!”. Uma dieta vegetariana pode ajudar o seu filho a ter uma relação melhor com a comida (já que, por exemplo, não vai consumir tantos alimentos processados) e evitar problemas de saúde.


Mas a dieta vegetariana/vegana não tem nenhum tipo de risco ou complicações para as crianças? Tanto médicos como nutricionistas afirmam que uma dieta vegetariana pode ser perigosa da mesma forma que uma dieta desequilibrada que inclui carne e peixe pode ter consequências negativas para a saúde. Se seguirmos uma alimentação equilibrada e consciente, o regime vegetariano vai ter mais vantagens que desvantagens para o corpo e o crescimento das crianças.


Vantagens de uma dieta vegetariana para crianças


Consomem menos gorduras saturadas – é importante porque assim reduz-se as probabilidades de sofrerem de doenças crónicas.
Ajuda a evitar a obesidade (menos consumo de alimentos processados).
Menos problemas de colesterol.
Baixa o risco de doenças crónicas que aparecem quando somos adultos mas que têm origem na infancia, nomeadamente os diabetes, hipertensão, doenças cardíacas ou artrite.


Ao decidirmos dar aos nossos filhos uma alimentação vegetariana ou vegana é importante que seja uma decisão consciente, informada e bem planeada. O truque é consumir uma ampla variedade vegetais, leguminosas, sementes e frutos secos para conseguir obter todos os nutrientes que as crianças precisam para crescer de forma saudável. E é aqui que entram os superalimentos que vão facilitar a nossa vida e funcionar como suplementos naturais para aqueles nutrientes que normalmente só se consomem através da carne. Estes são alguns conselhos que deve seguir para garantir que a dieta vegetariana/vegana dos seus filhos seja saudável e equilibrada:


Cálcio – Uma dieta vegetariana deve incluir alimentos que tenham um alto teor em cálcio: sementes de sésamo, amêndoas, avelãs ou brócolos.


Ácidos gordos (Omega 3 e 6) – Uma das principais fontes de ácidos gordos são os peixes azuis, mas existem no mundo vegetal alternativas muito boas. O nosso Mix Omega 3, por exemplo, leva sementes de linho e chia e só com uma colher de chá deste mix os seus filhos já estarão a consumir a dose diária de Omega 3 que precisam.


Ferro – O segredo está em combinar. Se combinarmos vegetais de folhas verdes ou legumes ricos em ferro com uma fonte de vitamina C, estamos a ajudar a absorção do ferro. Podemos, por exemplo, comer lentilhas com um sumo de laranja ou espinafres acompanhados de sumo de limão. O Baobab, tem alto teor em vitamina C e ferro; para além de ser excelente para reforçar o sistema imunitário, é rico em fibras solúveis, que contribuem para um sistema digestivo saudável e para equilibrar o nível de açúcar no sangue.


Vitamina B12 – Costuma ser um dos principais problemas dos vegetarianos/veganos. Esta é uma vitamina indispensável para o nosso organismo que se obtém através das carnes animais. Esta vitamina é essencial para o sistema nervoso e embora precisemos de pouca quantidade e consigamos guardá-la durante muitos anos (ao contrário das outras vitaminas), é muito difícil ser absorvida e não se obtém numa dieta vegana sem suplementos específicos. A sua falta pode levar a danos neurológicos permanentes.


Proteínas – Uma das preocupações da dieta vegetariana tem a ver com as proteínas. A proteína animal tem uma complexidade diferente da vegetal e é por isso que é importante que os vegetarianos optem por consumir proteínas vegetais de qualidade (como é o caso da Proteína de Cânhamo Iswari). Foi pensando nos veganos que a Iswari decidiu criar a Super Vegan Protein, uma combinação de três fantásticas proteínas vegetais: Cânhamo, Ervilhas e Arroz. É de fácil assimilação e não sobrecarrega o fígado.


A Spirulina é o alimento na terra que naturalmente oferece o maior teor de proteína: cerca de 65% da sua constituição! Por ser energética, não deve ser tomada à noite.


É de destacar ainda a Moringa, uma árvore cuja folha nos oferece o maior teor proteico do planeta, com uns incríveis 30% de proteína! Se juntarmos a isso a sua impressionante performance nutricional, temos, diante de nós, a árvore Milagrosa, como é conhecida em muitas regiões de África! Ora veja, a Moringa é: 20x mais rica em cálcio quando comparada com o leite: 25x mais rico em ferro que os espinafres;15x mais magnésio que a banana;11x mais zinco que a carne; 7x mais vitamina C, se comparada com a laranja.
Podemos juntar uma colher de chá (Proteínas de Arroz, Ervilha e Cânhamo) ou de café (Baobab, Spirulina e Moringa) destes superalimentos aos sumos, batidos, saladas ou sopas.


O truque para os mais gulosos: já experimentou o Pequeno Buda?

Não é só porque têm uma alimentação vegetariana que as crianças não devem ter direito a pequenos-almoços deliciosos. A Iswari desenvolveu a gama Pequeno Buda pensando em todos aqueles pais que querem dar aos seus filhos uma alimentação saudável, que lhes dê todos os nutrientes que precisam para crescer e que ao mesmo tempo seja saborosa. As nossas misturas são 100% naturais, bio, sem glúten e não têm açúcares refinados. São também uma fonte natural de magnésio, ferro e fibra. Podem ser usadas como papas, batidos, nos iogurtes naturais ou na confecção de receitas (panquecas, trufas, biscoitos, bolos…). Experimente as misturas com sabor a Alfarroba; Mirtilos Mágicos; Banana e Maçã.